Caríssima e caríssimo leitor do blog…

Depois que conclui meus estudos em Ciências da Comunicação Social na Pontifícia Universidade Gregoriana de Roma no dia 10 de fevereiro de 2010. Após fazer visitas a amigos e paroquianos na Itália, viajei de Roma para o Brasil no sábado, dia 27 de fevereiro, chegando à Santarém, no estado do Pará, no domingo, dia 28, à tarde.
Minha família me esperava com alegria e o beijo e o abraço em minha mãe, dona Maria Paulino, resumiu todo o carinho de boas vindas recebido pelos familiares, amigos e povo. Passei sete dias na casa de mamãe, no Planalto São José (Chalé das Castanheiras), no km 16 da BR-163, antes de tomar posse em minha nova missão: pároco de Belterra. A nomeação feita por Dom Esmeraldo, bispo de Santarém, chegou a mim via, e-mail, no dia 02 de fevereiro quando eu ainda estava em Roma.
O retorno à Santarém e a minha casa foi marcado por situações de doenças no seio de minha família: a alta taxa de diabetes de minha mãe, o AVC no meu irmão Paulino, 50 anos, casado, que ficou morando com mamãe e a trombose em minha irmã Lúcia que piorou do AVC (desde 02 de agosto de 2009). Os dois (o irmão e a irmã) estiveram 20 dias em hospital e hoje estão fazendo fisioterapia.
A posse na paróquia de Santo Antonio de Pádua, em Belterra, foi coroada por uma missa no dia 07 de março de 2010. Um momento muito especial no qual eu me senti re-ordenando padre. O bispo Dom Esmeraldo presidiu a missa e dirigiu a cerimônia de posse ao lado de três colegas presbíteros: Pe. Alaelson Lima, Pe. Antonio Jorge e Pe. Sidney Canto. A presença de vários membros de minha família, de ex-paroquianos, de amigos e de alguns fiéis de Belterra deu o tom maior da festa e da alegria durante a celebração.
Depois de exatamente um mês de nova missão tenho assumido com alegria e disposição missionária a propagação evangélica da Boa Nova Cristã, levando em conta a realidade, a cultura e a religiosidade do povo local. Procuro ser pastor, profeta e sacerdote tendo o Cristo como modelo e guia.
Desafios é que não faltam em minha nova missão: aparelhar a casa e salão paroquial com utensílios domésticos básicos, formar e capacitar novas lideranças e ser padre com o povo.
Belterra é uma paróquia com 14.000 hab., 47 comunidades rurais, com três grandes vilas e uma cidade com quatro bairros, compreendendo cinco capelas. Estou sozinho como pároco. Conto com a ajuda de leigos e leigas engajados, que possuem longas experiências de vivência eclesial e de fé.
As celebrações da Santa Missa acontecem todos os domingos do mês às 7h30min e às 19h na Matriz de Santo Antonio, Estrada 01; nos primeiros e terceiros sábados de cada mês às 17h e 19h30min na Estrada 10 e 08, respectivamente; nos segundos e terceiros domingos do mês às 9h na Estrada 129; nos primeiros e quartos domingos, às 9h30min na comunidade de Aramanaí no rio Tapajós, e São Jorge no km 94 da BR-163. Nos outros dias da semana e do mês, tenho missas e compromissos nas demais comunidades: 12 comunidades ao longo do rio Tapajós (de Pindobal até Jamaraquá, lado direito do rio Tapajós) e 47 comunidades na BR -163, do km 44 até o km 145 entrando ainda nos travessões (ramais) cerca de 50 km.
Tenho procurado acompanhar as equipes de catequese, as preparações da liturgia, as pastorais sociais e seus desafios locais e os diversos serviços sacramentais e de organização pastoral na Ação de Evangelização. Junto às coordenações, tenho procurado planejar e executar a Formação de Novas Lideranças com dias de estudos, tríduos e semanas catequéticas. Mesmo com o tempo apertado procuro disponibilizar espaço ao sacramento da confissão e à Pastoral da Escuta.
Como pároco, procuro ainda fazer visitas às famílias e enfermos e acompanhar os que mais precisam da presença de Deus em suas vidas. Na paróquia, caminha-se a partir do Plano de Pastoral Paroquial elaborado por meu antecessor, Pe. Valter Imbiriba. Sempre procurando fazer em conformidade ao Plano de Pastoral da Diocese de Santarém, que me foi entregue pelas mãos do bispo no dia da posse.
A Pastoral da Comunicação, do Dízimo, da Juventude, das Crianças, das Famílias e a Pastoral Social como a Caritas… Estão sempre na pauta do dia. Inclusive, estamos iniciando a Campanha: “Lixo se recicla, não se joga”: será feita uma mobilização de toda a área paroquial no sentido de uma educação ambiental para o correto tratamento do lixo e conservar a água e a natureza. Queremos contar com o apoio de toda a sociedade civil e do poder público.
Assim sendo, espero contar com sua colaboração em orações, presença e doações a partir das necessidades básicas da paróquia e do povo mais simples.
Um grande abraço, fraterno e afetuoso no Cristo Ressuscitado.
Belterra-PA, 07 de abril de 2010.
Auricélio Paulino
Pároco de Belterra

Anúncios

3 Respostas to “”

  1. Rose Marie Says:

    Padre Auricélio, aqui de Salvador, curtindo o nosso netinho, desejamos muito sucesso e a luz de Cristo Ressucitado em sua nova caminhada!
    Abraços fraternos de todos nós.
    Rose, Fernando, filhos,as e neto

  2. Rose Marie Says:

    Padre Auricélio, aqui de Salvador, curtindo o nosso netinho, desejamos muito sucesso, e a luz do Cristo Ressuscitado em sua nova caminhada!
    Abraços fraterno de todos nós.
    Rose, Fernando, filhas,os e neto

  3. Luís Querido Says:

    Saudações do teu grande amigo Luís, vejo que está tudo de bem contigo, andas feliz e cheio de vida, o que é muito mesmo, muito bom, a todos os teus paroquianos deixo uma mensagem, que te guardem, ajudem, e sejam todos felizes com a ajuda da nossa querida mãe MARIA.
    MAIO, MÊS DE MARIA

    O mês de Maio é dedicado a Maria. Trata-se de uma antiga tradição popular, que foi assumida pela Igreja, homenageando a pessoa da Mãe de Jesus. Ela merece dos cristãos, um carinho todo especial pelo seu importante papel na história da salvação. Deus a escolheu para ser a mãe do Salvador, planificou-a com sua graça, por isso proclamamos “Avé-maria, cheia de graça, o Senhor é convosco”. Para todos nós, ela é modelo de fé e de oração, de contemplação do mistério divino. É a mulher obediente à Palavra de Deus, de quem Isabel testemunhou: “Bem-aventurada a que acreditou, porque se há-de cumprir as coisas que da parte do Senhor te foram ditas”. (Lc 1, 45) É modelo de amor e doação, que se põe a caminho para servir a prima Isabel, que está a serviço e preocupada com os noivos nas Bodas de Caná. É a mãe terna que ampara e protege seus filhos e sempre nos aconselha para que sejamos fiéis a Jesus: “Fazei tudo o que Ele vos disser”. (Jo2,5) O carinho do povo por Maria faz com que ela seja louvada de diferentes maneiras, com diversos títulos. É o cumprimento da profecia que fez em seu cântico do Magnificat: “Todas as gerações me chamarão bem-aventurada.” (Lc 1, 48) O importante é que esse amor não se reduza a devocionismos ou meras celebrações festivas, mas se concretize na vivência do evangelho de seu Filho Divino. A verdadeira devoção a Maria se manifesta na imitação de suas virtudes, praticando os ensinamentos de Jesus. A verdadeira devoção, também, reconhece que Maria é importante, mas é a segunda no plano da salvação. O primeiro lugar pertence a Jesus. Ressalte-se, também, que Maria é uma mulher que viveu plenamente a sua feminilidade. Muitas vezes os louvores que lhe tributamos parecem ofuscarem esta verdade: ela é uma mulher simples, humilde, divina na vida do povo. Mulher pobre, da periferia, que viveu a migração e a exclusão. Mãe zelosa, que cuidou de Jesus com afecto e dedicação, trocando suas fraldas, ajudando-o a dar os primeiros passos, cuidando de sua roupa e alimentação, ensinando as lições da vida, enfim, fazendo o mesmo que nossas mães fazem. Mulher forte aos pés da cruz e ao receber em seus braços só corpo e sangue de seu Filho querido. Ela nos convida a rezar e a louvar: “Minha alma glorifica o Senhor e exulta meu espírito em Deus meu Salvador”. (Lc 1, 46-47) Mas também nos convida a empenhar na luta pela justiça, pela construção de um mundo novo, numa clara opção pelos pobres e marginalizados, os seus filhos predilectos. Pois no seu cântico nos recorda de que lado Deus e ela estão: “Derruba do trono os poderosos e eleva os humildes; aos famintos enche de bens, e despede os ricos de mãos vazias”. (Lc1,52-53) Maria é muito importante na vida de Jesus e deve ser também em nossa vida. Ela é a cristã autêntica, comprometida com o Reino de Deus, sempre dócil e obediente à vontade do Senhor. Modelo de Igreja, modelo para todos os cristãos. Muitos já falaram das maravilhas espirituais de Maria. É preciso, também, que lembremos suas outras dimensões. O fundamental é proclamá-la mãe de Deus, da Igreja e de toda a humanidade. Proclamá-la como imaculada, pura, santa, mas também como pessoa forte, corajosa, que assumiu plenamente seu papel de mulher e de mãe. Quando falamos de Maria como modelo, há o perigo de vê-la longínqua, ou ao menos fora de nós, como vemos os nossos heróis. Na verdade, Maria é parte essencial da Igreja. Podemos dizer que a Igreja está dentro de Maria e Maria está dentro da Igreja. Essa verdade foi acentuada, sobretudo, pelo Papa João Paulo II na encíclica Redemptoris Mater, que leva o sugestivo título: A Bem-aventurada Virgem Maria na vida da Igreja que está a caminho: “Existe uma correspondência singular entre o momento da Encarnação do Verbo e o momento do nascimento da Igreja. E a pessoa que une esses dois momentos é Maria: Maria em Nazaré e Maria no Cenáculo de Jerusalém” (n. 24). Depois de acentuar Maria no centro da vida da Igreja, conclui o Papa: “A Virgem Maria está constantemente presente na caminhada de fé do Povo de Deus” (n. 35). “A Igreja mantém em toda a sua vida, uma ligação com a Mãe de Deus que abraça, no mistério salvífico, o passado, o presente e o futuro; e venera-a como Mãe da humanidade” (n. 47).
    Para ti, com muito amor e esperança, deste teu humilde filho,

    Luís Querido

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: