Depressão. O que é isso?

Mostra immagine a dimensione interaA depressão é um estado psicológico que atinge de 15 a 20 por cento da população mundial. Ela é mais comum entre pessoas de 24 a 44 anos. Para cada homem com depressão, há duas mulheres sofrendo com a doença.
A depressão não deve ser confundida com uma simples tristeza ou melancolia. A depressão é uma condição crônica, persistente, e que entristece o paciente a ponto de reduzir drasticamente a sua capacidade de sentir prazer.
Agora, o mais importante: depressão tem cura.
Uma maneira de saber se você está clinicamente deprimido é responder a algumas questões básicas:

• Você está dormindo demais ou de menos?
• Você não consegue se concentrar?
• Tarefas que lhe pareciam fáceis agora se tornaram difíceis e penosas?
• Você considera que a situação está completamente fora do seu controle e que você não pode fazer nada para mudá-la?
• Você perdeu o interesse no que lhe dava prazer (hobbies, passatempos, atividades sociais, sexo)?
• Você mudou de ritmo? Está muito mais agitado ou muito mais lento que o normal?
• Você está tendo dificuldades em focar no que tem que fazer, tomar decisões e lembrar das coisas?
• Por mais que você tente, não consegue afastar pensamentos negativos da sua mente?
• Você perdeu o apetite? Ou está comendo demais?
• Você está se irritando com pequenos detalhes do dia-a-dia mais do que o normal?
• Você tem sido assolado por pensamentos de que a vida não vale mais a pena?

Se você respondeu SIM à maioria dessas perguntas, procure ajuda médica. Você pode estar sofrendo de depressão. Se o diagnóstico se confirmar, saiba que você não está sozinho. E que há cura para o que você está enfrentando.
Também é preciso distinguir entre uma depressão temporária, provocada por razões concretas, com uma situação que perdura meses, anos ou até a vida toda – muitas vezes em um motivo aparente.

Quais as causas de uma depressão?

Fatores genéticos – se você tem parentes próximos que sofreram depressão, pode eventualmente ter mais propensão a se tornar depressivo.
Trauma – trauma emocional e abusos, especialmente na infância, abrem caminho para a depressão, que pode ser acionada por um acontecimento estressante.
Solidão – o isolamento social e a falta de apoio de pessoas próximas são fatores que podem levar a estados depressivos
Choques emocionais – tudo o que causa mudanças bruscas na vida pode levar a uma depressão. Inclusive fatos positivos, como ter uma grande promoção no trabalho, um casamento ou o nascimento de um filho. A euforia é muitas vezes substituída por um estado de melancolia. Mas o gatilho mais comum para a depressão é a perda de uma pessoa amada.
Álcool e drogas – Dois fatores com grande poder para causar ou agravar sintomas depressivos.
Finanças e trabalho – Pessoas com problemas financeiros graves ou demitidas de surpresa podem se deprimir facilmente.
Doenças – Enfermidades e dores crônicas deprimem por limitar as possibilidades e a mobilidade de uma pessoa.
O tratamento para a depressão costuma envolver uma série de procedimentos conjuntos, como atividades físicas, psicoterapia, suplementos alimentares e medicação. A função da medicação é reequilibrar aspectos químicos do cérebro.

Fonte: Eli Lilly do Brasil

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: