Um convite à justa partilha

A fala de Jesus, no evngelho de hoje, completa a parábola do administrador desonesto e esperto. O destaque é a iniqüidade do dinheiro, e os fariseus são mencionados como amigos do dinheiro e zombando de Jesus.

Na tradição cristã antiga, os Padres da Igreja tinham grande empenho em denunciar a injustiça da acumulação de riqueza. Eram conscientes de que a acumulação se faz com o sacrifício das maiorias humildes, tímidas e submissas. Estes Padres já proclamavam o sentido social dos bens da criação. O que é acumulado por alguns é tirado dos demais.

Assim, cabe a justa partilha para que todos tenham condições dignas de vida. Hoje, os arrogantes e poderosos adoradores do dinheiro desrespeitam os direitos humanos, matam pela fome e matam pela guerra. Tornam-se então detestáveis para Deus e para os povos.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: