Fora o Crucifixo das Escola

Mostra immagine a dimensione interaA presença de crucifixos nas salas de aula é” uma violação do direito dos pais de educar seus filhos de acordo com suas convicções “e uma violação da liberdade de religião dos alunos”. Este foi estabelecido pelo Tribunal Europeu dos Direitos dos Homens, em Estrasburgo, a partir de um recurso interposto por uma cidadã italiana. A ministra da Educação Mariastella Gelmini, em um comunicado anunciou que “o governo italiano recorreu da decisão do Tribunal Europeu dos Direitos Humanos em Estrasburgo.” O crucifixo faz parte da cultura cristã europeia, é o que afirmam as lideranças políticas do país.

O Vaticano considera que a decisão dada pelo Tribunal Europeu é errada e míope. O Padre Federico Lombardi, em um breve discurso à Rádio Vaticano e do TG1,(telejornal nacional local) falou de “surpresa e pesar” com o qual – na cidade pontificia -, foi recebida a decisão do Tribunal. “O crucifixo – ele explicou – foi sempre um sinal de oferta do amor de Deus e da união e acolhida para toda a humanidade. Sentimos muito que venha a ser considerado como um sinal de divisão, exclusão ou restrição da liberdade. Não é esta a razão, e também não é no sentimento comum do nosso povo.”

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: