“Teologia da enxada” completa 40 anos

Mostra immagine a dimensione interaIniciou ontem, 09 de outubro, e se encerra segunda-feira, dia 12, no Centro de Formação Missionária (CFM), localizado em Serra Redonda, interior do estado da Paraíba (Nordeste do Brasil), o seminário “Teologia da Enxada – 40 anos”. O objetivo è rememorar essa experiência teológica popular e pensar nas perspectivas do movimento.

Segundo o teólogo José Batista, um dos fundadores da Teologia da Enxada, “comemorar seus 40 anos significa dar um aceno para a Igreja e para a sociedade no sentido de alertar para a importância do protagonismo dos pobres e dos excluídos na caminhada da Igreja”. A Teologia da Enxada é uma maneira nova de estudar e ensinar a teologia cristã a partir de diálogos com os agricultores e as famílias camponesas. A reflexão se faz pela conversa sobre a vida, em torno da bíblia, evitando abstrações e conceitos filosóficos que não pertencem à cultura popular.

O movimento nasceu em 1969, quando um grupo de 10 estudantes de Teologia decidiu ensinar e estudar a teologia de maneira nova, por meio de diálogos com os agricultores e as famílias camponesas. Durante três anos, os jovens viveram no interior e se dedicaram ao trabalho no campo e ao estudo da teologia. A partir dessa experiência, nasceu a Teologia da Enxada. “Queríamos entender as aspirações populares; o diálogo é base fundamental da Teologia da Enxada. Nosso intuito era transmitir a Teologia de forma adequada. Era uma maneira de devolver o que estudávamos”, explica João Batista.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: