O catequista deve ser uma pessoa simpatia

Mostra immagine a dimensione interaLinguagem simples, exemplos do cotidiano, metáforas precisas, conteúdo profundo. Estas são algumas das características da palestra do frei Carlos Mesters sobre “Jesus, formando e formador”. A conferência foi feita na manhã desta quinta-feira, 8, juntamente com o biblista Francisco Orofino, para os 480 participantes da 3ª Semana Brasileira de Catequese, em Itaici (SP).

Carlos Mesters chamou a atenção dos catequistas para o jeito de Jesus catequizar e destacou, entre outros modos de Jesus, o diálogo e as parábolas. “O catequista deve ser simpatia ambulante para os catequizandos”, disse o biblista. “Antes de falar de Deus, deve-se irradiar Deus. Jesus não impõe lei, mas irradia Deus”, acrescentou.

Segundo Mesters, as paróbolas contadas por Jesus ajudam a entender o que Ele diz. Além disso, algumas provocam, outras tornam as pessoas contemplativas e outras fazem uma terapia de choque.

Uma resposta to “O catequista deve ser uma pessoa simpatia”

  1. Www.Lindenchamber.net Says:

    I discovered myself studying several of your articles in this particular website
    we conceive this site is real instructive! Retain posting.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: