Notícias Pastorais da Diocese de Santarém

16/12/2013

Paróquias terão novos padres

## Nos meses de janeiro e fevereiro, algumas paróquias da Diocese de Santarém terão novos párocos e vigários.

 A paróquia de N. Sra. Aparecida será acompanhada pelo padre Severino Gomes.

Nossa Senhora de Fátima ficará aos cuidados pastorais do padre Auricélio Paulino. Padre Alaelson Lima vai acompanhar as comunidades da Área “A” da Região Pastoral Seis.

Padre Antônio Cláudio será o vigário da área pastoral São João Batista, no bairro Jardim Santarém.

Padre Alessandro Miranda será o pároco da cidade de Almeirim, acompanhado pelo padre Luis Carlos (Pe. Carlinho).

Padre André Carlos será o pároco da paróquia Santo Antonio de Pádua, cidade de Belterra, juntamente com o padre Gonzaga Vidal.

O seminarista Jhonata Santos vai acompanhar a Vila de Boim(Rio Tapajós).

Os padres Esron Wagner, Sidney Canto e Raimundo Matias, além de  servirem as comunidades do Lago Grande do Curuai, irão atuar nas comunidades da região de Arapixuna.

O padre Luis Pinto vai coordenar a formação dos futuros padres da Diocese de Santarém, no Seminário São Pio Décimo.

Padre Carlos Antônio irá estudar em 2014.  

Padre Edilberto Sena se dedicará à Comissão de Justiça e Paz da Diocese de Santarém.

Essas mudanças são costumeiras entre o clero diocesano, e faz parte da ação pastoral da Diocese de Santarém.

7ª experiência missionária inicia dia 15

## Neste domingo, 15 de dezembro, inicia a 7ª Experiência Missionária. Organizada pela Diocese de Santarém, a experiência que acontece pelo sétimo ano consecutivo contempla a região do Lago Grande do Curuai.

Está confirmada a participação dos seminaristas da diocese de Santarém e de outras dioceses, além de religiosos de várias cidades brasileiras. Eles irão visitar as famílias das comunidades do Lago Grande até o dia 22 de janeiro. O objetivo da 7ª experiência missionária é contribuir na formação dos futuros padres.

CPP promove curso de capacitação

## Desde a última sexta-feira, 13, pescadores e pescadoras do município de Santarém estão recebendo formação social, no centro de formação Emaús. O curso é organizado pela Pastoral Social da Diocese de Santarém, através do Conselho de Pastoral dos Pescadores- CPP.

 De acordo com a coordenação, a proposta é preparar os pescadores para atuarem como lideranças em suas comunidades, em particular nas situações em que envolvem os direitos da categoria. O curso encerra neste sábado, 14.

Lideranças de Resex recebem formação

## A Comissão Pastoral da Terra da Diocese de Santarém e a organização social Terra de Direitos realizam o curso de formação para os conselheiros e demais lideranças comunitárias da Reserva extrativista Renascer. Será neste final de semana, 14 e 15, na comunidade Espírito Santo – área Santa Maria do Uruará.

Assuntos como a importância e a organização do conselho deliberativo da Reserva extrativista Renascer, serão abordados no curso.

A proposta é fortalecer as ações do Conselho para que atue efetivamente na proteção daquela unidade de conservação, que, ao longo dos anos, vem sofrendo agressões ambientais. 

A reserva extrativista Renascer está inserida na área pastoral Santa Maria Mãe de Deus.

Comunitários do Mapiri festejam Menino Jesus

## Os comunitários do bairro Mapiri festejam seu padroeiro, Menino Jesus, desde o último dia 09. São celebrações nas pequenas comunidades de Base, com a participação de jovens, crianças, adultos e idosos.

No sábado, 14, a imagem do santo padroeiro será trasladada para a igreja N. Sra. do Perpétuo Socorro, às 19, em procissão luminosa. No domingo, acontece o Círio, às 07h30 da manhã, com celebração Eucarística na chegada.

Durante os festejos, outras comunidades e grupos irão partilhar suas experiências pastorais nas celebrações.

As homenagens estão em sintonia com a Campanha da Fraternidade deste ano através do tema: Menino Jesus, “eis-me aqui”, envia-me, com destaque para a juventude.

A festa vai prosseguir até o dia 25 de dezembro.

Festividades da Sagrada Família

## “Sagrada Família sustenta a fé da juventude para a missão”. Esse é o tema das festividades da Sagrada Família, padroeira do bairro do Aeroporto Velho. A programação inicia dia 21 com a novena, seguida de trasladação da imagem para a residência de uma família da comunidade. No domingo dia 22, os paroquianos realizam o Círio, às 07h da manhã, seguido da santa Missa.

As celebrações durante as noites da festa terão a participação das CEBs e grupos religiosos.

Na programação social, a novidade será o concurso que vai escolher o hino da Padroeira.    

O encerramento será dia 29, com a presença das treze comunidades que formam a região pastoral Seis.

Piracãoera de Cima celebra a Sagrada Família

## De 24 a 29 deste mês, os comunitários de Piracãoera de Cima celebram sua padroeira, Sagrada Família. Este ano as reflexões litúrgicas serão a partir do tema: Sagrada Família, exemplo de fé, ajuda-nos a descobrir os valores do reino.

No dia 24, às 05h da manhã alvorada. À noite, os comunitários fazem a celebração do Natal.

O encerramento será dia 29, com a santa missa, e logo após, programação cultural.

Encontro Nacional da Pastoral Juvenil  

 ## Desde o último dia 11, está acontecendo no colégio Dom Bosco, em Brasília, o Encontro Nacional de Revitalização da Pastoral Juvenil. O evento reúne mais de 350 pessoas, que atuam na evangelização da juventude em todo país. É promovido pela Comissão Episcopal Pastoral para a Juventude da CNBB.

De acordo com os coordenadores, o objetivo é contribuir para que a Igreja no Brasil e as expressões juvenis possam colher os frutos dos trabalhos com a juventude, desenvolvidos nos últimos anos. É destinado às lideranças que atuam na evangelização em movimentos, pastorais, novas comunidades e congregações religiosas.

Os participantes deverão, até domingo dia 15, planejar as atividades de evangelização dos jovens no Brasil para os próximos anos.

A diocese de Santarém é representada pelo coordenador do Setor Juventude, Antônio Gualberto.

Semana de multiplicadores rurais

## Tudo pronto para a Semana de Multiplicadores Rurais, que vai acontecer no período de 4 a 10 de janeiro, no centro de formação Emaús. A realização é da Diocese de Santarém, através da Pastoral Rural. O assunto da formação é o “Ministério do Pastoreio de Comunidades”. É um estudo preparatório para as Semanas e Tríduos de Formação das Comunidades Rurais da Diocese, no ano de 2014, segundo a coordenação da pastoral.

Devem participar as lideranças das comunidades que desenvolvem o trabalho pastoral no interior. Elas serão as multiplicadoras do assunto de formação nas semanas catequéticas e tríduos nas comunidades e áreas pastorais da Diocese de Santarém.

Capítulo Franciscano

## A Custódia franciscana São Benedito da Amazônia estará reunida em assembleia, a partir desta segunda-feira, dia 16, no centro de formação Emaús.  O ponto principal da assembleia (chamada de Capítulo Custodial) é a eleição do novo Conselho Franciscano para o mandato de três anos. Atualmente, o ministro custodial é Frei Francisco Paixão.

A Custódia possui 10 fraternidades espalhadas nos estados do Pará, Amazonas e Roraima.

A assembleia dos franciscanos prossegue até o dia 21.

Franciscano será ordenado diácono

## Na terça-feira, 17 de dezembro, será ordenado diácono, o frade franciscano, Frei Jacó Paiva de Mesquita. A cerimônia será na igreja de Sant’Ana, em Santarém, às 19h, e presidida pelo bispo da diocese de Óbidos, Dom Bernardo Bahlmann. Frei Jacó Mesquita é natural da comunidade de Santos, nas margens do Rio Maicuru, Paróquia de São Francisco de Assis, no município de Monte Alegre.

Regiões Pastorais se preparam para a VIII Assembleia

# Em continuidade ao processo de preparação para a VIII Assembleia de Pastoral da Diocese de Santarém, várias regiões pastorais já definiram as datas de suas assembleias:

 

Data

Quem e Local

Horário

 

 

Dias 11 e 12 de Janeiro/2014

 

Região Pastoral Um- no seminário São Pio Décimo

 

 

 

Dia 05 de janeiro

 

Região Pastoral Seis- na paróquia Sagrada Família- Aeroporto Velho

 

 

 

Dia 16 de fevereiro

Comunidades da Região Pastoral Dois

 

 

Dia 08 de fevereiro

 

 

Assembleia da Região Três- no centro de formação do Santarenzinho

 

 

 

 

 

Dias 28 de fevereiro e 1º de março

 

 Região Pastoral 10, no centro de formação Itauajuri, município de Monte Alegre

 

Dias 14, 15 e 16 de Fevereiro

Região pastoral 11, no distrito de Monte Dourado- Almeirim

 

 Dia 28 de Fevereiro

Região 04 em São José Planalto

 

OBS: Nessas assembleias serão escolhidos os delegados que irão representar as regiões na assembleia Diocesana de Pastoral, marcada para acontecer de 16 a 18 de maio, em Santarém.

Projeto de lei de iniciativa popular para Reforma Política

## A Diocese de Santarém e Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), em nível nacional apresentaram o Projeto de Lei Eleições Limpas.

Se você quer mudanças no sistema eleitoral brasileiro, assine e faça valer mais uma lei de iniciativa popular.

Ao preencher o abaixo assinado, leve seu título eleitoral.  Vamos juntos lutar para que as eleições dos próximos anos ocorram de forma limpa, sem corrupção.

8ª assembleia: Encontro das coordenações das regiões pastorais

## No dia 3 de janeiro, sexta-feira, vai acontecer um encontro das coordenações das regiões pastorais, no centro de formação Emaús, às 08h. O objetivo é repassar os encaminhamentos para as assembleias que irão acontecer nas regiões pastorais da Diocese.

Todas as 11 regiões pastorais devem enviar seus representantes. Essa é mais uma etapa de preparação para a Oitava Assembleia Diocesana de Pastoral que vai acontecer de 16 a 18 de maio do próximo ano, em Santarém.

Treinamento para multiplicadores da Campanha da Fraternidade 2014

## A Campanha da Fraternidade de 2014, vai refletir a respeito do tráfico humano, através do tema: “Fraternidade e Tráfico de Pessoas”, e lema “É para a liberdade que Cristo nos libertou” (Gl 5,1). A exemplo dos anos anteriores, a Diocese de Santarém vai realizar, através do Secretariado de Campanhas, um treinamento para os multiplicadores da Campanha da Fraternidade. Será nos dias 11 e 12 de janeiro, no centro de formação Emaús.

Cada área pastoral, movimento eclesial, instituições que acompanham o problema do tráfico de pessoas deve enviar três multiplicadores. A inscrição é feita no Centro Diocesano de Pastoral. (ligar para 3522-1705 e 9131-5504).

Para os representantes da zona Rural, a taxa de inscrição é de 40 reais, e para os da zona Urbana o valor é 50 reais, por pessoa.

 A saída do ônibus que irá conduzir os participantes será dia 11 às 7h30min de frente o Colégio Santa Clara, pela Avenida São Sebastião.

O encontro inicia às 9h do dia 11 e encerra com o almoço no dia 12.

Paróquia de Belterra celebra o Dia dos Finados à meia-noite.

29/10/2013

Foto

A paróquia Santo Antônio de Belterra abrirá as celebrações ao Dia de Finados do dia primeiro para o dia dois de novembro. Será à meia noite numa celebração para-litúrgica denominada “ILUMINAÇÃO DA FÉ”. Os fiéis participantes farão uma procissão com velas acesas, a partir das 23h30, da Igreja Matriz de Santo Antônio até o cemitério de Belterra.

Durante todo o dia dois de novembro, haverá visitação no cemitério e às 17h00 na capela interna acontecerá a celebração da santa missa, coordenada e animada pela equipe central de liturgia de Belterra, para todos os fiéis defuntos. No mesmo horário de 17h00 haverá a santa missa na comunidade de Aramanaí.

Assembleia Paroquial de Pastoral em Belterra

15/10/2013

A Paróquia Santo Antônio de Pádua em Belterra vai realizar a Assembleia Paroquial de Pastoral, nos dia 18 e 19 de outubro, em preparação à 8ª. Assembleia Diocesana de Pastoral.

ASSEMBLEIA PAROQUIAL DE PASTORAL BELTERRAO local será o salão Paroquial da Matriz na Estrada 01. Esta assembleia vai iniciar dia 18 (sexta-feira) às 09h00 e terminará no dia 19 (sábado) ao meio dia. Participarão as Comunidades e pastorais da cidade de Belterra e das mini áreas do Tapajós e BR 163.

Manaus será sede do 1º encontro da Igreja Católica na Amazônia legal

09/10/2013

De 28 a 31 de outubro, Manaus (AM) irá sediar o 1º Encontro da Igreja Católica na Amazônia Legal. Será na Casa de Encontro Maromba. O encontro é promovido pela Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), através da Comissão Episcopal para a Amazônia.

Mais informações do encontro no site: www.igrejacatolicanaamazonialegal.comP1320411

Morre o ator Giuliano Gemma, ícone dos ‘westerns spaghetti’

02/10/2013

Aoss 75 anos, italiano foi vítima de um acidente rodoviário perto de Roma. Papel de Ringo em série de westerns o tornou famoso internacionalmente.

Da France Presse

Giuliano Gemma em cena de 'Il capitano'  (Foto: Divulgação)
Giuliano Gemma em cena de ‘Il capitano’, série de TV na qual atuou entre 2005 e 2007 (Foto: Divulgação)

O ator italiano Giuliano Gemma, conhecido por seu papel de Ringo nos “westerns spaghetti”, morreu na noite desta terça-feira (1), aos 75 anos, em um acidente rodoviário na região de Roma, anunciou a imprensa.

Nascido em setembro de 1938 em Roma, Giuliano Gemma iniciou sua carreira cinematográfica aos 18 anos como dublê. Depois de alguns papéis menores e de trabalhos como dublê, ele se tornou protagonista em vários filmes e nos gêneros mais diversos.

Ele também atuou em mais de 100 produções no cinema e na televisão, que iam de comédias a filmes de aventura e históricos. Giuliano Gemma trabalhou ao lado dos maiores atores do cinema em clássicos como “Ben Hur”, com Charlton Heston, de 1959, e “O Lepardo”, com Burt Lancaster, de 1962.

Em 1965, ele rodou “Uma pistola para Ringo”, que o consagrou como estrela do western spaghetti e o tornou famoso no exterior. Ele atuou em dez filmes dessa série, todos de grande sucesso. Giuliano Gemma trabalhou durante sua carreira com atores como Kirk Douglas, Rita Hayworth, Henry Fonda, Florinda Bolkan, Liv Ullman, Philippe Noiret e Catherine Deneuve.

25/09/2013

Oração Inicial. Em Nome do Pai do Filho e do Espírito Santo. Amém!                              

D: A nós todos, a paz de Deus, nosso Pai, a graça e a alegria de Nosso Senhor Jesus Cristo, no amor e na comunhão do Espírito Santo.                    T: Bendito seja Deus que nos reuniu no amor de Cristo!

D:Jesus Mestre, que dissestes: “Onde dois ou mais estiverem reunidos em meu nome, eu aí estarei no meio deles”, ficai conosco, aqui reunidos na Rádio Rural de Santarém, para melhor meditar e comungar com a vossa Palavra. Sois o Mestre e a Verdade: iluminai-nos, para que melhor compreendamos as Sagradas Escrituras. Sois o Guia e o Caminho: fazei-nos dóceis ao vosso seguimento. Sois a Vida: transformai nosso coração em terra boa, onde a Palavra de Deus produza frutos abundantes de santidade e missão. Amém.

(Recordação da vida) 

1- Leitura (Verdade) A missão dos doze apóstolos – Lc 9,1-6

L 1. “Jesus convocou os Doze e deu-lhes poder e autoridade sobre todos os demônios e para curar doenças. Ele os enviou para anunciar o Reino de Deus e curar os enfermos. E disse-lhes: “Não leveis nada pelo caminho: nem cajado, nem sacola, nem pão, nem dinheiro, nem duas túnicas”. Na casa onde entrardes, permanecei ali, até partirdes daí. Quanto àqueles que não vos acolherem, ao sairdes daquela cidade, sacudi a poeira dos vossos pés, para que sirva de testemunho contra eles.” Os discípulos partiram e percorriam os povoados, anunciando a Boa-Nova e fazendo curas por toda parte.” Palavra da Salvação.T. Glória a Vós Senhor.           

(Silencio interior e memorizar a Palavra)

D. Observando estas palavras de Jesus… Jesus chamou os doze, deu-lhes poder e autoridade sobre o mal. Deu-lhes também recomendações referentes ao estilo de vida pessoal e método missionário. Depois, os enviou dois a dois para levar a mensagem de vida por todos os povoados.

2- Meditação (Caminho)  L. 2. Deus quer precisar de nós como testemunhas da sua graça. Fomos feitos para ser comunidade (grupo dos doze e hoje membros da Família Rádio Rural) e formar comunidade (ir às cidades e pelo Rádio anunciar a verdade e a vida). L.3. Isto é ser discípulo missionário, e aqui além de funcionários somos missionários na Rádio, como nos propõe a Igreja na América Latina, na Missão Continental. O amor inspira atitudes e gestos com gosto de doação e disponibilidade. Foi assim com Jesus. Foi assim com os apóstolos. L.4. Mais ainda. Disseram os bispos em Aparecida: “Para não cair na armadilha de nos fechar em nós mesmos, devemos nos formar como discípulos missionários sem fronteiras, dispostos a ir “à outra margem”, àquela na qual Cristo não é ainda reconhecido como Deus e Senhor, e a Igreja não está presente”. (DAp 376). Devemos renovar, transformar, mudar para melhor. L.5. Deve ser assim comigo, com você. Amar é estar disposto a nos dedicar a um projeto pessoal para ir ao encontro do outro que precisa de mim num projeto social.

3- Oração (Vida) D. “É necessário aprender a orar, voltando sempre a aprender esta arte dos lábios do Mestre”, disseram os Bispos no Sínodo, em 2008. Jesus Mestre nos ensinou a orar e na sua oração está todo o conteúdo da nossa missão. Rezemos, agora, o Pai Nosso, lentamente, observando bem o sentido de cada palavra.


T. Pai nosso que estais no céu, santificado seja o vosso nome, venha a nós o vosso Reino, seja feita a vossa vontade, assim na terra como no Céu. O pão nosso de cada dia nos dai hoje; perdoai-nos as nossas ofensas, assim como nós perdoamos a quem nos tem ofendido, e não nos deixeis cair em tentação, mas livrai-nos do mal. Amém.

4- Contemplação (Vida e Missão)

L 6.Qual meu novo olhar a partir da Palavra de Deus?  (Cada um tira para si seu novo olhar)

L 7. Hoje, quero viver como discípulo/a missionário/a de Jesus Mestre, pensando nos meus irmãos que precisam de vida. Hoje quero ser discípulo/a missionário/a de Jesus Mestre pensando em nossos companheiros de Trabalho e em nossas novidades futuras a nossa Rádio Rural.

L.8. E depois nos encontros, e também nos desencontros, se houver, rezarei uma bênção sobre cada pessoa, como o fez são Paulo: “Graça e Paz para você! Quando for visitá-lo, levarei comigo muitas bênçãos de Cristo”.(Rm 15,29).

Bênção D. Deus nos abençoe e nos guarde. T. Amém. – Ele nos mostre a sua face e se compadeça de nós.        T. Amém.  – Volte para nós o seu olhar e nos dê a sua paz. T. Amém. Abençoe-nos Deus misericordioso, Pai e Filho e Espírito Santo. T. Amém.

 

Noelia Gois faz comentário Especial

18/09/2013
Noelia Gois

Eu, Noélia Teixeira de Gois, Mais um ano agradecendo ao Glorioso e Poderoso Santo Antônio, por imensas graças recebidas. Passei o ano de 2012 e 2013 hospitalizada: na UTI. Fiz 12 Procedimentos e mais uma cirurgia, muito perigosa. Com muita oração do meus amigos e familiares, estou salva! Agradecendo ao meu Bom Deus e a Santo Antônio! Finalizamos, eu e meu marido, a última noite da Trezena. Quinta- Feira, 13 de junho. Estamos, com Jesus, Maria Santíssima.

Mensagem para a Festa de Porto Novo 2013

17/09/2013

Celebrar a festa do padroeiro é necessário ter muita responsabilidade, disponibilidade e fidelidade. Responsabilidade para tornar a festa momento especial de evangelização das famílias. Disponibilidade para trabalhar, organizar, planejar, executar e participar da liturgia, da espiritualidade, da missão e do arraial nos momentos sócio-cultural. Fidelidade a Palavra de Deus e ao testemunho de vida do santo padroeiro que seguiu os passos de Jesus que fundamenta e inspira toda a festividade.

Desta forma a Comunidade de Porto Novo, no Tapajós, se dispõe a realizar uma festa onde o principal objetivo é: Evangelizar o povo para que se torne discípulo missionário de Jesus Cristo tendo como base a vida de São Francisco de Assis.

Neste ano de 2013, somos felizes com o novo papa que escolheu o nome de Francisco. A razão que motivou a escolha do nome Francisco pelo cardeal argentino Jorge Bergoglio após ter sido eleito o novo vigário de Cristo e sucessor de Pedro é a homenagem a Francisco de Assis, um “Homem da Pobreza”.

Inspirados nesta luz do Espírito Santo, o tema central da festa este ano é: “QUE OS JOVENS COM FRANCISCO SEJAM MISSIONÁRIOS POBRES DE FÉ”. Desta forma queremos lembrar que durante a Jornada Mundial da Juventude no Rio de Janeiro o papa Francisco disse: “Queridos jovens, sejam verdadeiros ‘atletas de Cristo’! Joguem no seu ‘time’! Deixemos que a nossa vida se identifique com a vida de Jesus, para termos os seus sentimentos e os seus pensamentos”.

Assim, vamos fazer a festa em Porto Novo, uma bela ocasião para renovar a nossa Fé e levar nossos jovens a serem “protagonistas da mudança”, “superando a apatia” de forma “ordenada e pacífica” e profundamente engajados na vida da Igreja. Façamos juntos esta semana de festividades. Jovens de toda a mini área do Tapajós venham, participem!!! Venham tomar o seu lugar na vida religiosa e eclesial.

Recebam meu carinho e meu abraço pelo esforço bonito de todos. Que Deus abençoe todas as famílias da comunidade e São Francisco proteja todos que vão trabalhar, colaborar e participar da programação festiva.

Feliz Festa a todos.

Pe. Auricélio Paulino, pároco.

 

Por que é preciso debater o Rio Tapajós

17/09/2013

130913-Tapajós

Caudaloso, selvagem e quase desabitado, ele tem potencial hidrelétrico equivalente a duas Itaipus. Mas a depender dos projetos, exploração irá devastá-lo

Por Mario Osava.

Tudo aponta a bacia do Tapajós como o centro da batalha decisiva entre o aproveitamento hidrelétrico e a preservação da Amazônia. Ali estão em jogo um potencial equivalente a mais de duas Itaipus, e uma parte vital do bioma amazônico.

Das 42 usinas possíveis, com geração de cerca de 30 mil megawatts (MW), oito das maiores estão no planejamento do governo até 2021. O rio Tapajós e seus afluentes conformam uma região pouco ocupada, de um milhão de habitantes em 50 milhões de hectares, ao contrário de onde hoje se constroem hidrelétricas como a de Belo Monte, no rio Xingu.

Os círculos coloridos correspondem aos projetos hidrelétricos possíveis para a bacia do rio Tapajós. A cor indica o grau de impacto que terá cada um, desde muito alto (vermelho escuro) até baixo (amarelo). Foto: Cortesia WWF

Os círculos coloridos correspondem aos projetos hidrelétricos possíveis para a bacia do rio Tapajós. A cor indica o grau de impacto que terá cada um, desde muito alto (vermelho escuro) até baixo (amarelo). Foto: Cortesia WWF

Por isso o governo promete construí-las ali como se extrai petróleo em alto mar: sem acesso terrestre, transportando pessoal, equipamentos e materiais por via aérea e reflorestando depois o terreno dos canteiros. Mas tais “usinas plataformas” não demovem o povo indígena Munduruku de brigar contra barragens na Amazônia.

Além disso, há muito ouro e, logo, muitos garimpeiros na bacia do Tapajós, cuja hidrovia, se implantada, seria a melhor rota de escoamento agrícola de Mato Grosso, Estado que mais produz soja no Brasil.

Preservar um grande bloco central e outras áreas da bacia, deixando livre o Jamanxim, um dos grandes afluentes do Tapajós, é condição para conservar ecossistemas e espécies indispensáveis, segundo o WWF-Brasil, que desenvolveu uma metodologia para definir áreas ambientais prioritárias.

Essa ferramenta, ou Sistema de Apoio à Decisão (SAD), aplicada à bacia do Tapajós, pode servir de base para negociações que superem os confrontos e conduzam às melhores decisões sobre as hidrelétricas. É o que explica Pedro Bara Neto, líder de Estratégia de Infraestrutura no programa Amazônia Viva do Fundo Mundial para a Natureza (WWF), nesta entrevista.

IPS: Sua organização propõe a conservação de 30% de cada um dos 423 ecossistemas terrestres e 299 aquáticos identificados por estudos na Amazônia, como base para negociar a expansão das hidrelétricas sem perdas irrecuperáveis para o bioma. Como se aplica isso na bacia do Tapajós?

PEDRO BARA: Na Amazônia em geral, dado o pouco conhecimento de toda sua biodiversidade, fazemos uma aproximação. No caso do Tapajós pudemos detalhar uma “arca de Noé”, com 93 ecossistemas terrestres e 28 aquáticos, 46 espécies de aves, 17 de mamíferos e 37 de peixes, além de 20 habitats aquáticos, definidos por especialistas em Amazônia reconhecidos mundialmente. Também se analisou o uso do solo, o avanço da agropecuária, do garimpo, concluindo-se que 22% do território já está degradado. Mas as áreas protegidas cobrem também 22% e Terras Indígenas 20%. Chegou-se aos detalhes de espécies, incluindo as endêmicas, habitats e áreas insubstituíveis. Na avaliação entram o tamanho da represa, as unidades de conservação integral ou de uso sustentável, Terras Indígenas, as áreas insubstituíveis. Como há reservas por demarcar, o cenário vai mudando.

Pedro Bara falando a ativistas e indígenas. Foto: Denise Oliveira/WWF Living Amazon Initiative

Pedro Bara falando a ativistas e indígenas. Foto: Denise Oliveira/WWF Living Amazon Initiative

IPS: E a que conclusões se chegou com o emprego da ferramenta e os dados coletados?

PB: O que pretendemos é conservar no mínimo esse grande bloco central (mostra no mapa uma grande área em volta da confluência dos rios Juruena e Teles Pires formando o Tapajós, onde se preveem pelo menos quatro hidrelétricas). Advogamos grandes áreas de conservação. As outras áreas selecionadas estão marcadas por essas manchas verdes. Algumas usinas são inaceitáveis, como Chacorão (no alto Tapajós, capacidade de 3.336 MW). Fica dentro da terra Munduruku.

IPS: Mas o governo afirma que não inundará nenhuma Terra Indígena.

PB: É porque não coloca o projeto na mesa, não o incluiu no Plano Decenal de Expansão de Energia, teme reações. Mas os Mundurukus estão cientes, por isso estão reagindo.

IPS: Que outras usinas são rejeitadas pelos critérios do modelo do WWF?

PB: A usina de Escondido também, inclusive porque alagará muito, cerca de mil quilômetros quadrados, para gerar 1.248 MW. É o dobro da área a ser inundada por Belo Monte que terá capacidade quase dez vezes maior. De todos os projetos, Escondido é o pior em termos de relação entre lago e geração. Mas se há uma que não podemos aceitar de jeito nenhum é Chacorão. E entre as duas estão Salto Augusto (1.461 MW) e São Simão (3.509 MW), também problemáticas, por localizarem-se no Parque Nacional de Juruena. Todas as quatro ficam dentro do grande bloco central a conservar.

IPS: Mas o governo aceitaria negociar São Luiz do Tapajós (6.133 MW), que é estratégica?

PB: Não, a Empresa de Pesquisa Energética (EPE), do Ministério de Minas e Energia, já deixou claro que, embora considere ótima nossa ferramenta, não negocia São Luiz nem Jatobá (2.338 MW), mesmo se as nossas análises as rejeitassem. Com estas, mais algumas de menor impacto, pode-se alcançar metade do potencial da bacia sem comprometer a diversidade biológica e cultural do bloco central. Há espaço para negociar.

O bloco central da bacia do rio Tapajós, cuja conservação é vital. Os triângulos negros indicam as centrais hidrelétricas planejadas. As cores celeste e azul indicam o tamanho das represas. Foto: Cortesia WWF

O bloco central da bacia do rio Tapajós, cuja conservação é vital. Os triângulos negros indicam as centrais hidrelétricas planejadas. As cores celeste e azul indicam o tamanho das represas. Foto: Cortesia WWF

IPS: O presidente da EPE, Mauricio Tolmasquim, já declarou adesão ao uso da ferramenta para “preservar o máximo possível” no programa hidrelétrico. Há sinais de que o governo pode mesmo negociar projetos no Tapajós?

PB: Creio que faltam elementos importantes para a EPE preservar o máximo possível sob a perspectiva da bacia do Tapajós como um todo. Principalmente porque nem todas as licenças ambientais estão na alçada federal o que, sem uma articulação entre Estados e a União, acaba gerando decisões conflitantes. Veja, por exemplo, o caso da UHE Paiguá, que recentemente obteve licença preliminar outorgada pelo Estado do Mato Grosso. Esta UHE localiza-se no rio Sangue, que se acredita desempenha um papel importante para as espécies migratórias (em geral as de maior valor comercial) que buscam as cabeceiras dos formadores do Juruena. Para entender melhor as rotas migratórias nesta bacia, a EPE contratou, no final de 2012, um amplo estudo a este respeito. Se daqui a dois anos, quando o estudo estiver concluído, a relevância do rio Sangue como rota migratória se confirmar, tal informação pode não ter nenhuma valia mais porque a rota poderá estar sendo fechada pela Paiguá. Ando menos otimista com a possibilidade do governo negociar um programa hidrelétrico no Tapajós. Creio que ainda prefere uma batalha de cada vez, mesmo que seja para acumular desgastes. Mas uma batalha de cada vez, sem saber até onde se vai, não interessa à vida daqueles que dependem de rios livres e da conservação de áreas críticas como o bloco central da bacia do Tapajós. Por outro lado, temos observado que uma discussão mais abrangente e estratégica desperta cada vez mais o interesse de empresas e financiadores.

IPS: Mas os índios, especialmente os Munduruku, querem vetar barragens. Acha possível convencê-los a negociar acordos?

PB: Estamos em processo de aproximação com os líderes indígenas. São muitas aldeias, algumas muito distantes uma das outras, há um enorme desafio colocado ao povo Munduruku, de como se organizar diante de um grande projeto que afeta seu território e que move grandes interesses. Eles precisam se informar, comunicar, criar espaços participativos, deliberar. Creio que no caso de Chacorão um acordo será difícil porque muitas aldeias serão afetadas. Nos demais, creio que dependerá de outras etnias e obviamente da boa vontade dos interlocutores do governo em aceitar um diálogo que começa pela aplicação da Convenção 169 da Organização Internacional do Trabalho (OIT), sobre consentimento prévio e informado das comunidades, mas que vai muito além da questão do território e das hidrelétricas.

IPS: Planos de desenvolvimento consistentes para o território atingido não ajudariam?

PB: Mas é preciso que se realizem bem antes das obras, não como em Belo Monte, que já tem 30% das obras e o plano de desenvolvimento mal começou, com ações em saúde, educação, saneamento e segurança que andam muito mais lentas que a construção da usina.

Notícias da Diocese de Santarém

13/09/2013

Pe. José Cortes é o novo Superior Regional dos Verbitas

A Congregação do Verbo Divino na Amazônia tem novo superior regional. Padre José Cortes foi eleito na última assembleia da Congregação, realizada de 09 e 13 deste mês, no sítio verbita, na comunidade São Braz. Seu mandato será de três anos. Também houve uma avaliação do mandato do Pe. José Boeing que durante seis anos coordenou o trabalho missionário dos verbitas nesta região.

No dia 08 de setembro, a Congregação do Verbo Divino celebrou 138 anos de fundação e 10 anos de canonização do fundador, Santo Arnaldo Janssen e do primeiro missionário da Congregação, São José Freinademetz.

Aos verbitas, nossos parabéns e muitas bênçãos de Deus no trabalho evangelizador nesta região amazônica.

Congresso celebra 40 anos da RCC no Pará

Desde a última sexta-feira, 13, aproximadamente 1.500 pessoas de várias prelazias, dioceses e arquidiocese de Belém participam do 9º Congresso da Renovação Carismática Católica – RCC – do Estado do Pará. A programação é desenvolvida no Espaço Pérola do Tapajós no Parque da Cidade e celebra os 40 anos do movimento no Estado, através do tema: “Esta é a vitória que vence o mundo: a nossa fé” (1Jo 5, 4b). Presentes também o bispo de Santarém, Dom Flávio Giovenale e o arcebispo de Belém, Dom Alberto Taveira.

A Cidade de Santarém foi escolhida para sediar o congresso por ter sido o “berço” da Renovação Carismática no Pará. A programação conta com momentos voltados para o tema da fé e que resgatam a história da RCC no Estado.

Dom Alberto pregará o tema do evento, que também é a moção que guia a RCC em todo o Brasil durante o ano de 2013: “Esta é a vitória que vence o mundo: a nossa fé” (1Jo 5, 4b). A presidente do Conselho Nacional da RCC Brasil, Kátia Roldi Zavaris, será a pregadora do tema “Revive, Renovação”. Outras lideranças nacionais também estão presentes no congresso.

Na programação cultural, sábado dia 14, na Orla da cidade, haverá apresentações de artistas regionais e a cantora Jack conhecida nacionalmente.

O Congresso encerra no domingo, 15.

O Início A Renovação Carismática Católica chegou ao Pará em 23 de janeiro de 1973, na cidade de Santarém, por meio dos Frades Franciscanos Frei João Schwieters e Frei Paulo Zoderer, sendo acolhida por Dom Tiago Ryan e vários Frades da então Prelazia de Santarém reunidos na casa de retiros Emaús. O pregador daquela primeira experiência de oração em solo amazônico foi Pe.George Kosick. 

Festa da comunidade Amari

Desde a última sexta-feira, 13, os comunitários de Amari, Rio Arapiuns, festejam sua padroeira, N. Senhora das Graças. As homenagens contam com a participação de outras comunidades, através de novenas, celebração Eucarística e arraial. As reflexões são baseadas no tema: “Nossa Senhora das Graças guiai os passos de nossa juventude rumo ao projeto de Deus”, e prosseguem até este domingo, 15.

Dom Gilberto e padres do Maranhão visitam paróquia da Liberdade

Na quarta-feira, dia 18 de setembro, a paróquia de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, bairro da Liberdade, recebe a visita do bispo da diocese de Imperatriz no Maranhão, Dom Gilberto Pastana e mais 14 padres. A visita é através de uma celebração Eucarística na quarta-feira, dia 18, às 19h30, na igreja da paróquia. Será presidida pelo bispo diocesano, Dom Flávio Giovenale.

Os padres da Maranhão chegam a Santarém na segunda-feira dia 16 para conhecer a terra natal de Dom Gilberto e a Diocese de Santarém. Eles ficarão na cidade até o dia 19.

Frei Ulisses será ordenado padre dia 20

A Custódia Franciscana São Benedito da Amazônia terá mais um irmão presbítero. Frei Ulisses Calvo será ordenado padre na sexta-feira dia 20 deste mês. A cerimônia vai ser na igreja Matriz de São Francisco de Assis, na cidade de Monte Alegre, às 19h, presidida pelo bispo emérito da Diocese de Óbidos, Dom Martinho Lammers. A primeira missa do novo padre será no sábado dia 21, na comunidade Santa Clara, bairro Planalto também em Monte Alegre.

Festa de São Miguel

Os comunitários de São Miguel, no rio Arapiuns, celebram seu padroeiro no período de 20 a 29 deste mês. As homenagens destacam o tema: “São Miguel Arcanjo defendei-nos no combate e aumentai a fé da juventude”. Procissão, celebrações, apresentações culturais, venda de iguarias, atividades esportivas entre outras, fazem parte da programação.

Comunitários do Urumari homenageiam a Bíblia

Por todo este mês, os comunitários do bairro Urumari festejam a Bíblia. As celebrações ocorrem aos sábados, às 19h30, com a participação de grupos e de outras comunidades. Um dos momentos fortes das homenagens será neste sábado 14, quando as Comunidades Eclesiais de Base – CEBs da Área “A” vão estar reunidas para partilhar a experiência pastoral. A festa traz para reflexão a experiência do trabalho comunitário através da temática: “Bíblia Sagrada, fonte de fé e de vivência comunitária”. Além das CEBs, partilham também suas experiências equipe do Dízimo da comunidade e o Setor Juventude da Área “A”. As homenagens vão até o dia 28.

Pastoral Social busca diagnóstico sobre violência no campo e na cidade

Uma das preocupações da Diocese de Santarém em relação às questões sociais está relacionada à violência no campo e na cidade. Através da Pastoral Social, a Diocese está fazendo um diagnóstico desta realidade, por meio de um questionário que está sendo aplicado durante este mês em associações, escolas, sindicatos, instituições públicas que trabalham com a juventude e demais entidades que vivenciam a prática da violência. O resultado da pesquisa será apresentado em fórum marcado para o mês de outubro, de onde serão apresentadas ações de combate à violência no campo e na cidade. Esta ação é parte do Plano Diocesano de Pastoral que tem como prioridade a defesa da Amazônia, seus povos e sua biodiversidade.

Bora Lá!!!

09/09/2013

Nos dias 05 e 06 de Outubro será realizado o primeiro Retiro Espiritual com a Juventude, da Paróquia de Belterra, chamado Bora Lá!. Após um encontro de planejamento com os seminaristas, decidimos oferecer a juventude de nossa paróquia esta mística e experiência de encontro pessoal com Cristo. Estamos preparando tudo com muito carinho e afinco.

Será maravilho o retiro! Dias 05 e 06 de outubro no Seminário Pio X.

Notícias da Diocese de Santarém

08/09/2013

Estudo do documento Comunidade de Comunidades

A Diocese de Santarém promove nesta semana o estudo do documento da CNBB nº 104: “Comunidade de comunidades: uma nova paróquia”. O estudo é destinado aos padres, lideranças catequéticas, agentes de pastoral, coordenadores de equipes de serviço e movimentos eclesiais. O local é o colégio Santa Clara, com início na quarta-feira dia 11 e término na sexta dia 13, sempre às 19h30. Terá a participação do arcebispo da Arquidiocese de Manaus, Dom Sergio Castriani. Depois de conhecer o documento, os participantes irão apresentar pistas de ação para ajudar na renovação paroquial.

Festa da comunidade Amari

“Nossa Senhora das Graças guiai os passos de nossa juventude rumo ao projeto de Deus”. Essa é a temática dos festejos da comunidade Amari, no rio Arapiuns. A programação é de 13 a 15 deste mês através de celebração, novenas e arraial. A festa conta ainda com a participação de outras comunidades.

Ordenação presbiteral Frei Ulisses

A Custódia Franciscana São Benedito da Amazônia está em festa. Na sexta-feira dia 20 deste mês, será ordenado padre, o religioso franciscano Frei Ulisses Calvo. A cerimônia vai ser na paróquia São Francisco de Assis, na cidade de Monte Alegre, às 19h, presidida pelo bispo emérito da Diocese de Óbidos, Dom Martinho Lammers. A primeira missa do novo padre será no dia 21, na comunidade Santa Clara, bairro Planalto também em Monte Alegre.

Festa de São Miguel

Os comunitários de São Miguel, no rio Arapiuns, celebram seu padroeiro no período de 20 a 29 deste mês. As homenagens destacam o tema: “São Miguel Arcanjo defendei-nos no combate e aumentai a fé da juventude”. Procissão, celebrações, apresentações culturais, venda de iguarias, atividades esportivas entre outras, fazem parte da programação.

Festa da Bíblia no Urumari

Por todo este mês, os comunitários do bairro Urumari festejam a Bíblia. As celebrações ocorrem aos sábados, às 19h30, com a participação de grupos e de outras comunidades. Um dos momentos fortes das homenagens será dia 14, sábado, quando as Comunidades Eclesiais de Base – CEBs da Área “A” vão estar reunidas para partilhar a experiência pastoral. A festa traz para reflexão a experiência do trabalho comunitário através da temática: “Bíblia Sagrada, fonte de fé e de vivência comunitária”.

Pastoral Social busca diagnóstico sobre violência no campo e na cidade

Uma das preocupações da Diocese de Santarém em relação às questões sociais está relacionada à violência no campo e na cidade. Através da Pastoral Social, a Diocese está fazendo um diagnóstico desta realidade, por meio de um questionário que está sendo aplicado durante este mês em associações, escolas, sindicatos, instituições públicas que trabalham com a juventude e demais entidades que vivenciam a prática da violência. O resultado da pesquisa será apresentado em fórum marcado para o mês de outubro, de onde serão apresentadas ações de combate à violência no campo e na cidade. Esta ação é parte do Plano Diocesano de Pastoral que tem como prioridade a defesa da Amazônia, seus povos e sua biodiversidade.

 

Festa de São Cosme e Damião – Mensagem de Pe. Auricélio

05/09/2013

 A Festa de São Cosme e São Damião já estar consolidada no cenário religioso e cultural da Paróquia Santo Antonio de Pádua na cidade de Belterra. O espaço geográfico que antes se conhecia somente pelo nome de Vila Jurubeba, na cidade das seringueiras, hoje já conhecemos por Comunidade São Cosme e Damião onde existe uma CEB – Comunidade Eclesial de Base. A comunidade cristã nasceu em abril de 2010 e neste ano realiza com garbo a terceira festividade religiosa em honra de seu padroeiro, ou seus padroeiros, os gêmeos médicos Cosme e Damião.

São Cosme e Damião, por causa do serviço ao Evangelho, foram martirizados na Síria, porém é desconhecida a forma como morreram. Seu culto já estava estabilizado no Mediterrâneo no século V. Perseguidos por Diocleciano, foram trucidados e muitos fiéis transportaram seus corpos para Roma, onde foram sepultados no maior templo dedicado a eles, feito pelo Papa Félix IV (526-30), na Basílica no Fórum de Roma com as iniciais SS – Cosme e Damião. Eu já tive a honra de visitar esta Basílica e orar sob o túmulo destes santos.

Para celebrar com dignidade a festa de São Cosme e Damião, de 25 a 29 de setembro, tem sido preparada uma programação especial. O tema: “JUVENTUDE A CAMINHO DO PAI – EIS-ME AQUI, ENVIA-ME”, estar em sintonia com o Ano da Juventude e a JMJ- Rio 2013 e queremos valorizar nossos jovens para que se disponham a trilhar o caminho de Deus pelo seguimento radical a Jesus Cristo e seu projeto de libertação.

O grande acontecimento, durante os dias de evangelização nas festividades deste ano de 2013, será a Bênção Inaugural do templo construído aos santos padroeiros. A capela será oficialmente dedicada e consagrada ao culto a Deus sob a proteção de São Cosme e Damião. Não ainda toda concluída, mas já conveniente e aconchegante às celebrações, evangelização e bem estar de todo o povo. Um templo que cria uma nova imagem arquitetônica em nossa Bela Terra.

Agradeço de coração todos que tem colaborado nesta construção e oro para que Deus continue derramando suas bênçãos e graças sobre todos que estão realizando e participando das festividades, nas orações, celebrações dos sacramentos da Eucaristia, Batismo e Matrimônio e na festa sócio-cultural.

Meu abraço a todos com muito carinho e afeto. Boas Festas e parabéns pela Igreja de São Cosme e Damião.

Comentário Especialdo do Rio de Janeiro

05/09/2013
Rose Marie Polisseni da Silva Graça, Belo Horizonte-MG
rose_marie_rj@hotmail.com

Eu de novo Padre!
JMJ, aquele momento lindo, dias maravilhosos onde Deus presenteou com um tempo agradável e garoa suave aos peregrinos da Jornada,
As areias de Copacabana nunca viveram um cenário tão lindo e acolheu a todos que nela se aglomeravam para ouvir e ver Francisco, que falou aos corações, que tocou a todos com sabedoria. A cidade Maravilhosa exalava amor por todos os lados e os peregrinos, a juventude peregrina deixou saudades e levou consigo um chamado para construir um mundo de Paz e respeito às minorias que sofrem.
Participei da Vigilia com o Papa!

Primeiro dia na Rádio Rural

04/09/2013

Hoje é o dia D,

Começo uma nova missão em minha vida.

Mensagem de Padre Auricélio Paulino. Missa na Catedral da Conceição. Bênção no dia 03 de setembro de 2013. Despedida de Pe. Edilberto e entrada de Pe. Auricélio na direção.

04/09/2013

Querido Dom Flávio, Pe. Edilberto Sena, companheiros presbíteros aqui presente, servidores e funcionários da Radio Rural, paroquianos de Belterra, meus familiares, amigos, amigas, irmãos e irmãs…

O Rádio! O que é o Rádio? Tudo começou em 1863 quando, em Cambridge – Inglaterra, James Clerck Maxwell demonstrou teoricamente a provável existência das ondas eletromagnéticas. O princípio da propagação radiofônica veio mesmo em 1887, através de Hertz. Este alemão fez saltar faíscas através do ar que separavam duas bolas de cobre. Em 1893 o brasileiro, Padre Roberto Landell de Moura, fez a primeira transmissão de palavra falada, sem fios, através de ondas eletromagnéticas. Todavia, o primeiro mundo reconhece o italiano Marconi como o “descobridor do rádio”. Na realidade Marconi, realizou em 1895 testes de transmissão de sinais sem fio, pois descobriu o princípio do funcionamento da antena e assim patenteou a invenção do rádio, enquanto Landell só conseguiria obter para si a patente no ano de 1900. No Brasil a primeira transmissão radiofônica oficial, foi o discurso do Presidente Epitácio Pessoa, no Rio de Janeiro, em plena comemoração do centenário da Independência do Brasil, no dia 7 de setembro de 1922.

O Rádio então chegou a Santarém… A Rádio Emissora de Educação Rural de Santarém Ltda, denominada de Rádio Rural de Santarém, foi inaugurada no dia 05 de julho de 1964, hoje com 49 anos, a pioneira na região. Em 2014 vamos celebrar com muito festa o jubileu de Ouro: 50 anos bem vividos.

Hoje, eu recebo, das mãos de Dom Flávio e de nossa diocese a missão de coordenar e dirigir a vida de um dos meios de comunicação de massa, considerado o mais popular e o de maior alcance do público: o Rádio. A Rádio Rural, criada no coração de Dom Tiago, de saudosa memória, para educar e evangelizar. Recebo em memória de minha mãe e de meu pai, Maria e Francisco Paulino, que me ensinaram a ser ouvinte da Rádio desde criança na colônia de Santa Júlia em Mojuí dos Campos.

Pretendo, com a colaboração de todos que fazem a Rádio Rural, continuar o trabalho de Padre Edilberto, que agradeço com carinho os seus 12 anos e meio de dedicação e garra. E trabalhar para melhorar com eficácia e fazer grande este sonho e realidade de tantas pessoas que amam a Rádio.

Conclamo todos para dirigem comigo esta emissora, ouvintes, funcionários, colaboradores, sócios do clube do ouvinte, paróquias, padres, religiosos e religiosas, empresários cristãos e enfim, todos que ouvem a Rádio e que agora devem ouvir muito mais. Vamos nos inspirar no bom trabalho que tantos já fizeram como diretores da Rádio Rural: Frei Nestor, Frei Juvenal, Frei Roberto Miziko e outros tantos frades, e mais lembrança em minha memória Osmar Simões, Haroldo Sena, Eduardo dos Anjos, Padre Luiz Pinto e Padre Valdir Serra, entre outros…

A minha missão será a da Rádio: democratizar a comunicação radiofônica na Amazônia, para que a população regional possa adquirir consciência crítica e cidadã diante da vida pessoal, familiar e na sociedade. A minha visão é a visão da emissora: um mundo onde as pessoas sejam solidárias, lutem por dignidade sua e dos outros e que a vida esteja acima de qualquer outro valor terreno. E os valores que vou e vamos defender terão como base a ética na comunicação e nas relações humanas dentro e fora da emissora. Defenderemos uma educação à cidadania em todos os seus programas. A nossa Evangelização a partir de Jesus Cristo, caminho, verdade e vida, será sempre como a missão do Filho do Homem: libertadora de todo homem e do homem todo e a cima de tudo a minha e a nossa prioridade será o ouvinte.

Peço que Deus me dê o dom sabedoria para poder discernir entre o demônio e o santo, e trabalhar conforme nos diz o evangelho de hoje para expulsar todos os demônios que possam atrapalhar a Rádio Rural, para o bem de todos. E fazer dela um super canal de evangelização, informação e entretenimento.

Dom Flávio, com muita humildade aceito este desafio e conto com sua ajuda. Meus queridos padres amigos vamos fazer esta Rádio acima de tudo diocesana. Padre Edilberto, continue sendo amigo da Rádio Rural por onde andar e tenha uma boa viagem. Meus queridos servidores e funcionários vamos ser todos irmãos e fazer uma família forte com amor e dedicação para nossa rádio ficar no topo. Vamos fazer da Rádio uma igreja onde possam dizer, vejam como eles se amam, vejam como eles fazem uma rádio diferente. Nova programação e novos rumos, dependerão de todos nós. Meus irmãos e meus familiares conto com vocês e suas orações. E queridos donos de empresas, escolas, universidades, prefeituras, sindicatos, associações, movimentos sociais… Vamos divulgar e fazer muitas publicidades que promovam a vida na Rádio Rural.

Bem, lá eles inventaram o Rádio, aqui foi criada e inventada a Rádio Rural e agora vamos recriar e reinventar uma Rádio fiel aos seus princípios da criação, uma Rádio Igreja, uma Rádio Diocesana. Este é um bom caminho que devemos seguir. Que Deus nos abençoe e São José, seu patrono, nos ajude…

Ceudeouro vai completar 4 anos no ar

27/08/2013

No próximo dia 28 de agosto de 2013 o blog Ceudeouro vai completar 4 anos que entrou no ar. Nasceu exatamente às 23:55hs do dia 28 de agosto de 2009, em Roma. Esta foi a história… pode ler.

Preciso muito de suas orações.

06/07/2013

 Cada vez mais e muito mais eu preciso de suas orações.

Pe. Auricélio Paulino

 

Novo bispo de Abaetetuba morou no Seminário São Gaspar

03/07/2013

O novo bispo de Abaetetuba morou no São Gaspar e estudou no IPAR.

Somos felizes pela nomeação deste grande servo de Deus da diocese de Cametá.

Papa Francisco nomeia mais um bispo paraense

03/07/2013

O anúncio oficial foi feito nesta manhã pelo vaticano. O padre José Maria Chaves dos Reis vai assumir a Diocese de Abaetetuba.
Nesta quarta-feira, dia 3, mais um paraense foi nomeado bispo pelo Papa Francisco. O anúncio oficial foi feito nesta manhã pelo vaticano.

O padre José Maria Chaves dos Reis de 55 anos natural da cidade de Oeiras do Pará, região nordeste do estado vai assumir a Diocese do município de Abaetetuba que está sem bispo desde dezembro quando Dom Flávio Giovenale veio para Santarém.
Ele estava na reitoria do Seminário de Cametá, elevada de Prelazia para Diocese em maio.

O padre também assessora o trabalho de animação vocacional da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) no estados do Pará e Amapá.

José Maria Reis é o segundo paraense a assumir atualmente a função de bispo dentro da igreja católica. O outro é o santareno Dom Gilberto Pastana da Diocese de Imperatriz no estado do Maranhão.


Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 798 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: